5 Dicas rápidas para gastar seu dinheiro de forma inteligente!

Você gerencia bem o seu dinheiro? 🤔
Ou, em certa época do mês, seu salário acaba e você mal sabe o que fez com ele? Essa é a realidade de milhares de pessoas, mas, para a nossa alegria e alívio isto pode ser mudado – e sem estresse. Afinal, disso depende mais que apenas uma economia, mas o alcance de suas metas, sua consciência tranquila e conforto. Se você precisa de uma luz no fim do túnel na sua vida financeira, fique por aqui!

A solução para este e outros problemas será discutida e ensinada em um evento pioneiro em JF: o 1° Farol da Inteligência Financeira. São apresentadas questões práticas – nada de ficar só na teoria, para sair de lá com habilidades adquiridas para o dia a dia, com conteúdo relevante e aplicável a realidades diversas. O mais interessante é a abordagem de possibilidades que, sem orientação jamais poderíamos imaginar sozinhos como oportunidades reais de investimento – e não é necessário ser rico para tal (!), gerenciamento, como transformar a crise em oportunidades e muito, muito mais! 

1 – Crença

Mude sua visão sobre o dinheiro: no Brasil, há a cultura de que “o dinheiro é um mal necessário”; “dinheiro não trás felicidade”; “caixão não tem gaveta” etc. A mentalidade de tratar o dinheiro como algo ruim já nos inibe de buscá-lo sem consciência pesada. A partir do momento que o dinheiro é visto como algo importante, que pode ser uma ferramenta para alcançarmos nossos desejos e sonhos, a perspectiva de como você age muda, e as engrenagens de sua inteligência financeira começam a rodar melhor. O dinheiro deve ser tratado como seu amigo e aliado que ajudará a obter o equilíbrio da vida.

2 – Controle

Controle diariamente seus custos: olhar para seus gastos e suas receitas pode te ajudar a entendê-los melhor, e a gerenciá-los com maior qualidade. Assim, será possível entender, por exemplo, quanto se paga de telefone por exceder o plano contratado e talvez negociar um plano melhor.

3 – Poupe

Trate sua meta de economia como despesa: só recorra a ela em caso de necessidade extrema. Se você planeja economizar, por exemplo, R$500, trate isso como uma despesa, como uma conta que você tem que pagar, e assim que receber o salário, transfira esse valor para uma aplicação e só a use em caso de extrema necessidade.

4 – Invista

Inverta seu pensamentoAo invés de pensar que precisa ser rico para ser investidor, pense que precisa ser um investidor para ser rico – a palavra “investidor” as vezes traz à mente alguém que tem muito dinheiro para investir. Mas, na verdade, investidor é qualquer pessoa que investe seu capital em algum ativo que lhe gere retorno. Muitos pensam: “eu preciso juntar o dinheiro primeiro para depois investir”, mas se esquecem que o investimento é algo que se inicia aos poucos.

5 – Gaste

Gaste bem e com sabedoria: a inteligência financeira não se trata de não gastar. E sim de gastar de forma inteligente. Por vezes vale mais a pena usar um Uber ao invés de um táxi, usar um Airbnb ao invés de um hotel, e, ao sair com a esposa ou o esposo,  usar um cupom de desconto para conseguir melhores preços em restaurantes.

Compartilhe

Fechar Menu